Meritocracia

O que é “Meritocracia”?

“Meritocracia” é a denominação dada ao processo que visa selecionar ou privilegiar aqueles indivíduos que são supostamente mais capazes para exercer determinada função.

O que significa “Meritocracia”
O que significa “Meritocracia”

Origem da palavra meritocracia

A expressão “meritocracia”, na verdade, representa um neologismo – palavra que é criada a partir de outra – que acabou se integrando ao vocabulário de diversas línguas.

Esse termo foi criado pelo Michael Young, sociólogo inglês, em meados do século XX. Young utilizou pela primeira vez a palavra em seu livro “Rise of the Meritocracy” (“Ascenção da meritocracia”), no qual, diferentemente do que normalmente acontece na atualidade, “meritocracia” ganhou um teor negativo, pois o sociólogo estimava que no futuro as pessoas seriam reconhecidas socialmente apenas conforme sua educação e seu discernimento.

Principalmente por ser um neologismo, “meritocracia”, que deriva da expressão “mérito”, tem uma formação mista, com origens no latim e no grego. A palavra é formada pelos sufixos mereo (que deriva do latim e equivale a “ter direito”) e krátos (que é originário do grego e corresponde à “capacidade”).

Confira também sobre:

Meritocracia no Brasil

Os conceitos da meritocracia são, tecnicamente, bastante aplicados no Brasil, principalmente na realização de concursos públicos, os quais promovem a distribuição dos cargos públicos disponíveis entre os melhores pontuadores das provas, e na efetuação dos vestibulares, que permitem o ingresso em universidades federais, estaduais ou particulares.

Entretanto a realidade difere copiosamente da expectativa, já que são raros os casos nos quais ela é totalmente aplicada. Por exemplo: devido à educação pública precária do país e á marginalização dos negros, as universidades, principalmente as federais e estaduais, implementaram o sistema de cotas para estudantes de escolas públicas e negros, o que consiste na reserva de parte das vagas existentes apenas às pessoas que se encaixam nessas categorias.

Como a meritocracia consiste na classificação apenas dos indivíduos mais capazes, medidas como a anteriormente citada, apesar de serem efetivadas visando à diminuição das disparidades sociais e econômicas, acabam descaracterizando o sistema.

Meritocracia: agente de grandes discordâncias

De maneira análoga à quantidade de defensores da meritocracia, há muitos indivíduos que a repudiam, por não a considerar apropositada.

Como citado, a meritocracia tem o intuito de proporcionar a equidade ao promover àqueles que são considerados mais aptos. Porém, os intelectuais que argumentam contra esse sistema, fazem reflexões justamente quanto a isso; a principal indagação deles é a de como promover a justiça quando o progresso – seja ele social, educacional ou profissional – não depende exclusivamente do mérito.

Os opositores da meritocracia baseiam-se no fato das condições sociais influenciarem muito quanto à conquista da idoneidade. Por exemplo: um indivíduo que tenha nascido em uma família de classe média e tenha tido sempre acesso às melhores oportunidades de ensino, já não competirá, numa prova, em mesmo nível com aquela pessoa que sempre estudou em escolas públicas.

Portanto, pelo fato dos “competidores” geralmente não estarem no mesmo nível, são muitas as pessoas que taxam esse sistema como hipócrita e dissimulado.

Sinônimos de meritocracia

Os principais sinônimos de meritocracia são:

  • Aptidão;
  • Eficiência;
  • Idoneidade;
  • Capacidade;
  • Merecimento;
  • Competência.

Antônimos de meritocracia

Os antônimos mais relevantes de meritocracia são:

  • Aulicismo;
  • Cortesania;
  • Palacianismo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *