Feedback

O que é “Feedback”?

A globalização e o advento da internet possibilitam um grande convívio com culturas advindas de outros países, logo, é natural que incorporemos em nosso cotidiano dialetos típicos dessas nações. É exatamente isto o que ocorre com o termo “Feedback”, palavra que tem sua origem no inglês e que tem se popularizado cada vez mais; veja, a seguir, seu significado e como utilizá-la.

O que significa “Feedback”
O que significa “Feedback”

Podemos notar que Feedback não é a única palavra que utilizamos do inglês, existem algumas outras como Bad, Inbox, Crush, entre outras.

O que significa feedback?

“Feedback”, em sua acepção mais popular, representa às respostas dadas a determinado acontecimento ou circunstância; quando uma pessoa exprime sua opinião sobre alguma situação, por exemplo, ela está dando o seu feedback frente aquele cenário, o qual pode ser positivo ou negativo. Ademais, esse termo pode ainda ser utilizado, no ramo musical, como sinônimo de “harmônico”.

Feedback positivo e negativo

O feedback positivo é as respostas proveitosas à determinada situação, enquanto o feedback negativo é as reações que demonstram insatisfação ou discordância com a circunstância.

A classificação do feedback como positivo ou negativo é utilizada principalmente por empresas e empreendedores que visam proporcionar sempre o melhor serviço aos seus clientes. Por exemplo: é comum que, após efetuar uma compra pela internet, a empresa peça o feedback do cliente sobre o atendimento e a agilidade.

Exemplos:

Veja abaixo alguns exemplos de feedbacks positivos e negativos.

  • “Antes de efetuar sua compra on-line, Rodrigo, que nunca tinha adquirido qualquer produto daquela loja, pesquisou os feedbacks das pessoas que já tinham negociado com a empresa. ”;
  • “Camila chegou atrasada em quase todos os dias do mês, além de ter faltado bastante. Deste modo, é compreensível ela tenha recebido o pior feedback entre os funcionários. ”;
  • “João está muito animado com a possibilidade de seu projeto ser o escolhido; os diretores deram um excelente feedback à proposta, dizendo que ela era uma das mais promissoras até o momento.”

O termo feedback na música

Principalmente pelo fato de “feedback” normalmente representar uma resposta a algum acontecimento, o termo é bastante utilizado em composições musicais.

Álbum feedback

Rush é uma banda canadense de rock fundada em 1968. Com sua produção voltada principalmente para o rock progressivo e para o hard rock, a banda alcançou repercussão mundial, fazendo sucesso principalmente nas últimas décadas do século XX.

Ainda em atividade, o Rush já lançou vinte discos, dentre os quais, o décimo oitavo álbum chama-se “Feedback”; lançado em 2004, no ano de aniversário de trinta anos da banda, esse disco contém apenas covers das músicas que influenciaram e influenciam os integrantes do grupo.

Feedback ou harmônico

Como mencionado, a expressão “feedback” pode equivaler a “harmônico” – os harmônicos são ressonâncias agudas que podem ser obtidas das guitarras a partir do vibrato, que é o ato de provocar a oscilação das cordas do instrumento.

Música feedback

Janet Jackson, irmã do Michael Jackson, é uma compositora, cantora, atriz e dançarina norte-americana; ela se tornou famosa ainda na infância, ao desempenhar relevantes papéis na televisão.

Janet, ou simplesmente JJ, também tem grande influência no cenário musical, possuindo álbuns que estão entre os mais comercializados mundialmente. No ano de 2010, JJ lançou a música feedback, pertencente ao álbum discipline.

Escroto

O que é escroto?

São muitos os dialetos que foram criados com o objetivo de denominar algo e passaram a indicar outras situações ou coisas no gosto popular. Foi o que ocorreu com o termo escroto, o qual, originalmente, indicava apenas parte do órgão genital masculino. Entretanto, com o decorrer do tempo e a popularização da expressão, adquiriu outra acepção; veja-a a seguir.

O que significa escroto
O que significa escroto

O que significa escroto?

“Escroto” possui dois significados; enquanto um deles faz menção à bolsa que envolve as gônadas sexuais masculinas, o outro se refere a uma forma pejorativa de denominar alguém.

Confira também sobre:

Significado científico de escroto

“Escroto” é uma das denominações de “saco escrotal”, uma espécie de bolsa que encobre externamente os dois testículos dos machos. Esse invólucro é importante exatamente por proteger os testículos, que são as estruturas responsáveis pela produção dos espermatozoides, os gametas masculinos. Ele localiza-se logo abaixo do pênis e em posição anterior ao ânus.

Nos seres humanos, a bolsa escrotal é dividida em duas partes, sendo que cada uma envolve um dos testículos. Além disto, o escroto é formado por sete camadas de tecido, sendo a mais externa a mais fina e a mais vulnerável às variações de temperatura.

Duas das camadas teciduais que formam essa bolsa são musculares, o que permite ao escroto diminuir ou aumentar de tamanho conforme a temperatura, algo substancial, já que os gametas são extremamente sensíveis ao calor ambiente e necessitam da temperatura adequada, a qual é cerca de 34ºC, para que uma maturação apropriada.

Por exemplo: caso o escroto não tivesse a funcionalidade de se expandir ou de se contrair, o processo de amadurecimento dos espermatozoides seria extremamente prejudicado, o que resultaria em gametas anormais, isto quando os mesmos não fossem destruídos.

Exemplos de frases

A seguir serão exemplificadas sentenças nas quais o termo “escroto” é aplicado com o seu significado científico.

  • “Hoje, na aula de biologia, foi ensinado sobre o escroto; ele consiste em um invólucro dos testículos”;
  • “Conforme os urologistas, neoplasias nos testículos são facilmente curadas, desde que detectadas no início; logo, é importante ficar atento a qualquer modificação do saco escrotal, além de também ser substancial consultar um médico periodicamente”.

Significado popular de escroto

Popularmente, o termo “escroto” é utilizado para chamar alguém de forma depreciativa; nesse sentido, a palavra equivale a expressões como mesquinho, grosseiro, ordinário, reles, entre outros.

Exemplos de frases:

Veja, em seguida, a ilustração de três frases nas quais a palavra “escroto” é usada em seu sentido popular.

  • “João foi chamado de escroto pelos colegas de classe após toda a sala ter sido penalizada por ele não ter admitido sua culpa no transtorno que causou”;
  • “O chefe foi apelidado de escroto pelos seus funcionários após ordenar que todos fossem trabalhar na véspera de natal; ele avisou que o empregado que descumprisse a ordem estaria passível à demissão”;
  • “A professora de literatura levou a letra de “Bichos escrotos”, da banda Titãs, para ser analisada em sala de aula; ela também pediu que os alunos interpretassem o significado do termo “escroto” no contexto da música”.

Chacal

O que é chacal?

Apesar de todos os animais possuírem nomes científicos, próprios para eles, a grande maioria tem outras denominações, os nomes populares. A palavra Chacal consiste exatamente nisto, na designação popular de um animal típico da Ásia, da África e da Europa.

Chacal
Chacal

Significado de chacal

“Chacal” é o nome de um carnívoro, semelhante a uma raposa, pertencente ao gênero Canis. Entretanto, o termo “chacal” é também muito utilizado no sentido conotativo, a fim de designar uma pessoa maldosa, sádica.

Animal chacal

O chacal, que pode ser categorizado em três espécies – a Canis adustus, a Canis anthus e a Canis mesomelas – são exemplos de animais carnívoros de porte médio.

Eles são caracterizados por terem pernas cumpridas e dentes adaptados apenas para a mastigação de pequenas presas, tais como pequenos roedores e aves. Além disto, os chacais são ótimos corredores, sendo capazes de correr a 16 km/h durante logos períodos.

Esses animais não muito sociáveis, sendo geralmente encontrados em pares ou sozinhos na natureza. Além do mais, eles são extremamente territoriais, demarcando suas áreas com urina e expulsando possíveis intrusos.

Veja também:

Espécies de chacais

Cada uma das espécies citadas possui hábitos diferentes; veja-os a seguir.

Canis adustus:

Também conhecido como chacal-listrado, essa espécie é típica do centro-oeste africano, onde o clima é tropical. Próprio de habitats úmidos, o chacal-listrado é encontrado principalmente em áreas florestais e em montanhosas.

Esse tipo de chacal é caracterizado por ter uma coloração cinza, com algumas listras brancas e pretas na pelagem.

Outra característica interessante sobre essa espécie é o fato dela ser monogâmica, isto é, cada animal normalmente tem apenas um parceiro durante toda sua vida.

Canis anthus:

O Canis anthus, ou chacal-dourado, encontra-se principalmente na Ásia e na África.

Essa espécie, que é caracterizada pela pelagem clara do torso e escura das patas, tem um cardápio bastante amplo, o qual varia de frutas a pequenos mamíferos.

Canis mesomelas:

O Canis mesomelas, que também é conhecido como chacal-de-dorso-negro (pelo fato de suas costas apresentarem uma escura mais coloração que o resto do corpo), encontram-se em regiões secas da África, da Ásia e da Europa.

Esse chacal é a espécie mais sociável dentre as descritas, sendo facilmente encontrado em pequenos grupos.

“Carlos, o chacal”

O venezuelano Ilich Ramírez Sánchez, ou simplesmente “Carlos, o chacal”, tornou-se conhecido após ter sido indiciado pelo atentado terrorista que aconteceu em 1974, em Paris.

Carlos teria arremessado uma granada em uma loja, a Drugstore Publicis, o que ocasionou a morte de duas pessoas, além de outros trinta e quatro indivíduos terem se ferido.

Carlos foi preso em 1994, porém, foi julgado apenas em 2017; ele foi condenado à prisão perpétua, sendo esta apenas uma das três condenações que têm – Carlos também foi culpado pelo assassinato de três homens e por outros quatro atentados terroristas. O condenado teria ainda assumido, em uma entrevista, sua autoria no atentado de 1974, porém, isso posteriormente foi negado por ele.

Ilich supostamente recebeu o nome “Carlos” quando começou a realizar atentados terroristas em prol da organização militar e política “Frente Popular de Libertação da Palestina”. Já o apelido “chacal” foi dado por investigadores britânicos que, ao revistarem seus pertences, encontraram um volume do livro “O Dia do Chacal”.

Axioma

O que é axioma?

Quase todas as leis universais e sentenças que são aceitas cientificamente têm que passar por rigorosos experimentos que comprovem sua veracidade. Entretanto, o axioma representa exatamente o contrário, já que são proposições que são aceitas sem a necessidade de experimentações.

O que significa axioma
O que significa axioma

Significado de axioma

A expressão “axioma” é utilizada para expressar qualquer sentença que, por ser extremamente evidente, não carece de comprovação para que sua autenticidade seja aceita pelos estudiosos. Inclusive, é exatamente por representarem verdades explícitas que os axiomas são utilizados para a dedução de teorias, de hipóteses e de leis.

Origem do termo axioma

“Axioma” como “Poligamia“, “Andrógeno“, “Monogamia“, são palavras derivadas do grego. Axioma representa algo que é oportuno, aceitável. Acredita-se que os primeiros que tenham utilizado esse termo tenham sido os filósofos gregos, os grandes detentores do conhecimento na Grécia antiga.

Desenvolvimento dos axiomas

Euclides e Aristóteles – Dois dos mais relevantes matemáticos da Grécia – foram os principais a desenvolverem o conceito de “axioma” e também de “postulado”, os quais têm consideráveis diferenças.

O conceito geral dos axiomas não sofreu modificações com o decorrer do tempo; eles ainda são definidos como verdades óbvias, as quais podem ser aplicadas em diferentes ramos do conhecimento simultaneamente.

Os axiomas são considerados as premissas básicas e fundamentais para a elaboração de teoremas; estes, diferentemente dos primeiros, necessitam que sua cadência de raciocínios seja comprovada como verídica para que eles sejam validados, o que é obtido por meio de rigorosos experimentos.

Uma mudança considerável quanto aos axiomas e também às regras do método lógico-dedutivo é na possibilidade de modificá-los. Para os gregos antigos, os axiomas e também os postulados eram vistos como premissas indubitáveis e que, portanto, não poderiam ser negadas, nem modificadas.

Portanto, é fato que a viabilidade de alterar os axiomas permitiu o desenvolvimento de um sistema mais verídico e racional, principalmente pelo fato de serem muitas as premissas que antigamente eram consideradas como verdadeiras e que hoje se sabe que elas não condizem com a realidade.

Ademais, um ponto importante a se destacar é que, no caso de um axioma se modificar, todos os teoremas que foram derivados dele estarão novamente suscetíveis à falseabilidade e carecem, portanto, de novas experimentações, a fim de comprovar sua veridicidade ou inexatidão. 

Diferenças entre postulados e axiomas

Os postulados, tal como os axiomas, são premissas que não necessitam de demonstrações para que sejam aceitas. Entretanto, de forma contrária aos segundos, os primeiros não apresentam suas verdades de forma óbvia. Além disto, um determinado postulado normalmente se restringe apenas a uma área do conhecimento.

Utilizando os axiomas no método lógico-dedutivo

Como já explicitado, o método lógico-dedutivo consiste na utilização dos axiomas para o desenvolvimento de novas conclusões; eles são, portanto, os elementos mais importantes durante a elaboração de novos sistemas, já que, caso escolhidos erroneamente, podem impedir a veridicidade de um raciocínio que poderia ser correto em outro contexto.

Ademais, na dedução, diferentemente da indução, toda conclusão verdadeira tem que ser originária de uma premissa verdadeira; portanto, outro aspecto importante quanto a esse método é o de que é impossível desenvolver dois raciocínios opostos entre si de um mesmo axioma.

Pejorativo

O que é Pejorativo?

São diversas as expressões provenientes de outros idiomas que estão incutidas no nosso cotidiano, tais como “fast food”, “bad”, “self service” e “keep calm”. De modo semelhante, existem muitas palavras, principalmente do português, que têm origem em outras línguas, como é o caso do termo pejorativo, o qual deriva do francês. Essa palavra tem como seu principal significado “ofensas”.

O que significa Pejorativo
O que significa Pejorativo

Significado de pejorativo

“Pejorativo”, expressão que se origina de o verbo “pejorar”, é empregado para classificar determinada circunstância, ideologia ou expressão como indelicada ou difamatória.

Sinônimos de pejorativo

Os sinônimos mais relevantes de “pejorativo” são:

  • Aviltante;
  • Ultrajante;
  • Grosseiro;
  • Insultante;
  • Indelicado;
  • Difamatório;
  • Depreciativo;
  • Vilipendioso;
  • Desdenhoso.

Antônimos de pejorativo

Os principais antônimos dessa expressão são:

  • Elogioso;
  • Exaltante;
  • Laudativo;
  • Apreciativo;
  • Respeitoso;
  • Melhorativo;
  • Dignificante;
  • Qualificativo;
  • Engrandecedor.

Exemplos de palavras com o termo pejorativo

Veja, logo em seguida, algumas frases nas quais é utilizado o termo “pejorativo”.

  • “É comum que a linguagem pejorativa seja expressa de modo implícito, de modo que a ofensa passe, por muitas vezes, despercebida pelo interlocutor”;
  • “O Marcos não precisava ter se dirigido ao Guilherme de modo tão pejorativo”;
  • “O comentarista esportivo faltou totalmente com seu profissionalismo ao realizar, durante uma partida de futebol, diversos comentários pejorativos sobre o Corinthians”.

Linguagem pejorativa

Para que um linguajar seja classificado como pejorativo, ele não precisa necessariamente ter o termo “pejorativo” em suas sentenças. Portanto, quaisquer expressões que sejam utilizadas a fim de denegrir ou depreciar uma situação podem ser classificadas como pejorativas.

Exemplos de linguagens pejorativas:

A seguir serão exemplificadas frases que são consideradas pejorativas.

  • “Você reprovou de ano novamente, Guilherme? Não consegue ser mais burro não? ”;
  • “Juliana, você viu aqueles imbecis que estavam empinando motocicletas hoje mais cedo? Eles colocaram todos os pedestres em perigo! ”;
  • “O Caio se arrependeu do modo como tratou a Cris anteontem, chamando-a de gorda e baranga na frente de todo o colégio apenas porque ela teve a coragem de dizer as verdades que ninguém mais dizia a ele.”.

Exemplos de termos pejorativos:

Veja abaixo alguns termos que, quando utilizados para se referir a alguém, são classificados como pejorativos:

  • Anta;
  • Baleia;
  • Imbecil;
  • Piranha;
  • Baranga;
  • Burro (a);
  • Otário (a);
  • Gordo (a);
  • Macaco (a);
  • Vagabundo (a).

Pejorativo – um substantivo e um adjetivo

Substantivos são quaisquer palavras que nomeiem situações, sentimentos, pessoas, animais, entre outras coisas. Já os adjetivos são todos os termos que modificam o substantivo, dando a ele características que podem ser positivas ou negativas.

“Pejorativo” pode ter as duas classificações, o que dependerá do contexto. Na frase “aquilo foi pejorativo”, por exemplo, a expressão é categorizada como substantivo, já que ela representa o nome de algo. Já na sentença “A Cintia falou de modo totalmente pejorativo da Carla?”, o termo é classificado como adjetivo, já que ele está classificando a linguagem da Cintia.

Modificação da linguagem

A linguagem está constantemente em modificação; novas palavras, tais como as gírias, como Selfie, XOXO, entre outras, são frequentemente incorporadas no vocabulário cotidiano, enquanto outras caem em desuso.

Além disto, são muitos os termos que eram considerados ofensivos e inapropriados em outras épocas e que hoje são totalmente normais. Portanto, será natural quando isso também acontecer com as atuais expressões que são consideradas depreciativas, as quais tendem a ser substituídas por outras que surgirão.

Fútil

O que é “Fútil”?

Com o decorrer do tempo, “fútil” acabou sendo aplicado em contextos diferentes daquele ao qual ele foi destinado, passando a equiparar-se a expressões como “menosprezível”, “vil”, “leviano”, entre outras. Além disto, a palavra pode também ser utilizada para referir-se a alguém de forma depreciativa, ofendendo o interlocutor.

O que significa “Fútil”
O que significa “Fútil”

Significado de fútil

O latim é considerado a principal língua antiga, portanto, é normal que dele derivem outros idiomas e seus respectivos dialetos. Este é exatamente o caso da expressão “fútil”, “logradouro“, “peculiar“, entre outras palavras. A expressão fútil,  se origina especificamente da palavra futilis que, em sua tradução literal, equivale à destilação.

Sinônimos de fútil

Os sinônimos mais relevantes de fútil são:

  • Oco;
  • Tolo;
  • Nulo;
  • Inútil;
  • Vazio;
  • Banal;
  • Reles;
  • Leviano;
  • Ridículo;
  • Superficial;
  • Imprudente;
  • Irresponsável;
  • Insignificante;
  • Desnecessário.

Antônimos de fútil

Os antônimos mais relevantes de fútil são:

  • Útil;
  • Sensato;
  • Prudente;
  • Essencial;
  • Cauteloso;
  • Importante;
  • Necessário;
  • Substancial;

O que é ser fútil?

Normalmente, a conotação empregada ao designar alguém como fútil é a de que aquela pessoa cultua ou adquire coisas levianas, vazias e desnecessárias. Um exemplo de profunda futilidade é quando uma garota diz que tem a pior vida do mundo apenas pelo fato de suas unhas estarem quebrando muito recentemente; o que seria uma unha quebrada perto de guerras e de condições miseráveis, às quais muitos indivíduos são submetidos?

Futilidades

Futilidades são cenários nos quais as banalidades se sobressaem; brigar com a namorada por causa de uma foto que ela curtiu em alguma rede social, por exemplo, ou ainda priorizar algo trivial, como tomar um sorvete, ao invés de ver aquele amigo que se mudará definitivamente de cidade, representam tais casos.

Exemplos de frases com o termo fútil

Veja, a seguir, exemplos nos quais a palavra “fútil” é aplicada em diferentes contextos adquirindo, portanto, diferentes significados.

  • “O marido da Jéssica foi indefinidamente fútil quando eles sofreram um acidente de moto e ele primeiramente preocupou-se com os danos causados ao veículo, ao invés de verificar como sua esposa estava. ”;
  • “Marcela reagiu com futilidade quando soube que seu tio teria que realizar uma delicada cirurgia cardíaca. ”;
  • “João faz comentários inoportunos há tanto tempo, que todos passaram a ver aquilo como algo fútil”;
  • “Cristina foi extremamente fútil ao dirigir embriagada, colocando a vida dela e dos pedestres em risco.”.

Curiosidades sobre o termo fútil

A expressão “fútil” sempre foi bastante aplicada, tanto no cotidiano, quanto em manifestações artísticas. Este é exatamente o caso de um longa-metragem e de uma música que levam esse termo em seus nomes; veja-os mais detalhadamente a seguir.

Motivo fútil e torpe:

“Motivo fútil e torpe” é um longa brasileiro, lançado no ano de 2009, que narra a história de uma jovem, filha de um poderoso criminoso, que se apaixona por um homem casado. Quando ignorada, Maria Diaba, a protagonista, elabora sua vingança.

Fútil Rock N’roll:

Kid Vinil – radialista, músico e compositor brasileiro – tornou-se conhecido ao participar de populares bandas brasileiras de rock, tais como a Magazine. Inclusive, foi junto a essa banda que o Kid tornou conhecida a música “Fútil Rock N’roll”, a qual narra ações fúteis que são tomadas pelo eu-lírico.

Kid Vinil
Kid Vinil

Xará

O que é xará?

“Xará” geralmente designa pessoas que possuam o mesmo nome próprio, mas também pode ser usado para indicar um dos ritmos que compõe o fandango gaúcho – estilo de dança derivado da Espanha e de Portugal. Além disto, “xará” pode ser empregado como uma gíria, equivalendo a amigo, ou ainda para referir-se aos cavalos que têm pelos crespos.

O que significa “Xará”
O que significa “Xará”

Significado de “xará”

Durante a colonização do Brasil, apesar dos portugueses terem tentado aculturar os nossos nativos, introduzindo apenas características europeias no país, muitos aspectos da rica cultura dos índios persistiram. Um deles é a inserção de dialetos das línguas indígenas no português; são diversos os termos que derivam desses idiomas, tais como “xará”, palavra que possui sua provável origem em uma das línguas tupi.

Origem da palavra xará

Ainda há dúvidas quanto à origem deste termo, porém, o mais provável é que ele derive da língua tupi guarani, especificamente da expressão “as rara”, a qual indica aqueles indivíduos que possuem nomes iguais.

Exemplos de outras expressões derivadas do tupi:

Veja algumas outras expressões que também derivam do tupi guarani e que estão incutidas no vocabulário dos brasileiros:

  • Saúva;
  • Canoa;
  • Gambá;
  • Pitanga;
  • Ipiranga;
  • Ipanema;
  • Capenga;
  • Curumim.

 Exemplos de frases com a palavra “xará”

  • Veja, logo em seguida, algumas frases nas quais a expressão “xará” é empregada.
  • “Posso não jogar futebol demasiadamente quanto o Cristiano Ronaldo, mas pelo menos sou xará dele”;
  • “Minha mãe sempre foi muito fã dos Beatles e, por isto, decidiu que eu deveria ser xará do John”;
  • “Eu e a Flávia somos um dos casais que dançarão o Xará hoje”;
  • “Como você está, meu xará?”.

Xará ou Chará?

Xará ou Chará – Gramaticalmente, a forma “chará” está incorreta; a gramática considera apenas a palavra escrita com “X”; isto porque toda palavra originada de dialetos indígenas que tiverem som de “X” ou de “CH” devem ser obrigatoriamente escritas com “X”.

Xará – um substantivo, um vocativo e um adjetivo

Xará como substantivo:

A classe gramatical dos substantivos engloba quaisquer palavras que nomeiem objetos, cidades, animais, entre outros.

“Xará” é um exemplo de substantivo, o qual se subclassifica como um nome comum de dois gêneros, isto porque a palavra não sofre variações, independentemente de o sujeito ser feminino ou masculino.

Xará como vocativo:

O termo “xará” pode também ser classificado sintaticamente como vocativo, quando utilizado na forma de gíria, já que, dessa forma, a expressão será empregada como o intuito de chamar algum interlocutor.

Xará como adjetivo:

Por último, é possível que essa expressão seja categorizada como adjetivo, palavras que são capazes de modificar o substantivo, intensificando-o ou adicionando alguma qualidade a ele.

Isto acontece quando o termo é empregado para designar cavalos que tenham a pelagem crespa.

Xará, o rapper

Igor de Mello Alves é um rapper brasileiro, cujo nome artístico é “Xará”. Natural do Rio de Janeiro, o músico, que também é compositor e instrumentista, já lançou dois álbuns; no último, especialmente, há parcerias com relevantes nomes da música brasileira, tais como o rapper Emicida.

Igor foi apelidado de “Xará” por ter a mania de usar bastante essa palavra, na forma de gíria, para se referir às pessoas.

Poligamia

O que é “poligamia”?

O termo “poligamia” designa seres vivos que se relacionam sexualmente com mais de um indivíduo da mesma espécie, o que consiste no caso de quase todos os animais, salvo algumas espécies.

O que significa “poligamia”
O que significa “poligamia”

Poligamia Significado

“Poligamia” é uma palavra derivada do grego, a qual significa “muitos matrimônios”. Essa expressão é normalmente utilizada para fazer referência a relações poligâmicas entre os humanos, já que a poligamia ainda é aceita legalmente em muitas nações.

Monogamia e poligamia

Monogamia” representa o contrário de “poligamia”, isto é, quando um indivíduo se relaciona apenas com uma pessoa da mesma espécie. Essa expressão também vem do grego e significa “apenas um casamento”.

Tipos de monogamia

A monogamia humana pode ser classificada em algumas categorias; as principais são:

  • Monogamia civil: ocorre quando uma é casada legalmente apenas com um indivíduo e vice-versa, possuindo reciprocidade na relação;
  • Monogamia social: ocorre quando duas pessoas subsistem juntas, compartilhando a moradia, as responsabilidades e os alimentos. Essa monogamia não exige o cumprimento das demais; por exemplo: um indivíduo pode estabelecer com alguém uma monogamia social, enquanto pratica a poligamia sexual;
  • Monogamia sexual: ocorre quando os dois indivíduos de uma relação não têm outros parceiros sexuais.

Sinônimos de poligamia

Os principais sinônimos de poligamia são:

  • Bacanal;
  • Pluralidade de cônjuges;
  • Diversidade de cônjuges.

Antônimos de poligamia

Os antônimos mais relevantes de poligamia são:

  • Unigamia;
  • Monogamia;
  • Unicidade de cônjuge.

Prática da poligamia

A poligamia entre os humanos remota de milênios, já que até mesmo a Bíblia cita casos de relações poligâmicas. Esse hábito foi incorporado há séculos em muitas das culturas existentes; em algumas, inclusive, ele persiste até hoje.

Inicialmente, a poligamia era praticada por conta da discrepância entre a quantidade de homens e mulheres, já que estas eram bem mais numerosas, principalmente pelo fato de apenas os homens serem convocados às guerras.

Na Bíblia, há vários exemplos de poligamia, os quais envolvem importantes personagens dos acontecimentos cristãos, tais como Davi, Abraão, Jacó, Salomão, entre outros; Salomão, por exemplo, teria tido 700 esposas, além de outras relações que ele mantinha. Entretanto, atualmente a poligamia é proibida pelo cristianismo, principalmente por conta das interpretações do segundo testamento.

Já entre os muçulmanos, a poligamia continua sendo aceita e incentivada. O Alcorão conta que o próprio profeta Maomé teve diversos casamentos concomitantemente. Porém, um homem pode ter apenas a quantidade de esposas com a qual ele é capaz de lidar; além disto, esse número não pode ultrapassar o de quatro mulheres.

Poligamia no mundo

Contemporaneamente, a poligamia é legalizada em mais de cinquenta países, além de ser aceitável culturalmente em diversos outros.

Quase todos os países da África, por exemplo, aceitam a poligamia, seja apenas culturalmente ou também politicamente. Outros exemplos de Estados que também consentem com esse costume são o Iémen e a Arábia Saudita.

Poligamia no Brasil

A poligamia no Brasil, de acordo com o Código Penal, é ilegal, estando seus praticantes suscetíveis à penalidade de três a seis anos de prisão. Além disto, não é apenas o polígamo ou bígamo que está vulnerável à penalização, mas também o indivíduo que se casa com uma pessoa já casada tendo consciência disto.

Entretanto, essa restrição é apenas para casamentos legalizados; um homem e uma mulher podem ter mais de um cônjuge, desde que apenas uma dessas relações seja legalizada.

Sodomia

O que é “Sodomia”?

Sodomia é considerado como um termo de origem religiosa ao qual se refere a alguns comportamentos sexuais. Além disso, de acordo com a história, esse termo é usado para descrever o ato do sexo anal entre homens e também outras práticas sexuais.

Sodomia
Sodomia

Significado de sodomia

A expressão “sodomia” normalmente faz referência ao sexo anal praticado por homossexuais ou heterossexuais, porém, esse termo também pode fazer menção ao sexo realizado entre anjos e humanos ou a inospitalidade de alguém.

Origem da palavra sodomia

“Sodomia” originou-se a partir da denominação do povoado de Sodoma, a qual é citada, juntamente com a cidade de Gomorra, em um trecho bíblico, que narra a destruição de ambos os povoados.

Sodoma e Gomorra

Conforme a Bíblia, Sodoma e Gomorra, duas cidades antiga, teriam sido destruídas por Deus, que fez chover fogo e enxofre, aniquilando os habitantes e as estruturas os povoados. Isto teria acontecido porque os habitantes de Sodoma, Gomorra e das cidades vizinhas praticavam terríveis pecados perante os olhos de Deus.

Segundo a história bíblica, dois anjos mensageiros de Deus teriam avisado a Abraão – que morava em Sodoma, tal como seu sobrinho Ló – que os pecados dos povos da cidade apenas se agravavam e que tudo aquilo era insustentável.

Abraão então pediu clemência a Deus que, por fim, concedeu outra chance à população de Sodoma; Ele disse que, caso houvesse dez imaculados na cidade, ela não seria destruída.

Deus teria enviado, então, dois anjos para averiguar o povoado, os quais se hospedaram na casa de Ló. Após o banquete que foi servido, antes que os anjos pudessem se deitar, todos os homens de Sodoma teriam cercado a casa de Ló e exigido que ele trouxesse os visitantes para fora da moradia.

Há duas principais interpretações quanto ao motivo da população de Sodoma ter exigido isto. A primeira defende que os habitantes da cidade queriam maltratar os anjos, enquanto a segunda alega que a população pretendia estuprar coletivamente os visitantes.

Ló então pediu que eles não cometessem nenhuma perversidade contra os dois homens enquanto eles estivessem em sua casa e até ofereceu suas duas filhas para a multidão, que recusou e tentou invadir a casa de Ló.

Os anjos então cegaram todos os que se encontravam à porta de Ló e retiraram o hospitaleiro, juntamente com sua família, da casa e mandaram-nos seguir sempre na mesma direção, sem que olhassem para trás. Após isto, a destruição de Sodoma e de suas cidades vizinhas iniciou-se.

Sodomia na Bíblia

“Sodomia”, na Bíblia, era o termo utilizado para designar os atos imorais praticados pelos habitantes de Sodoma, os quais, segundo as interpretações dos trechos bíblicos, consistiam em perversões sexuais e em práticas sádicas com os visitantes.

Confira também:

120 dias de Sodoma

Há um livro e um filme que levam esse nome; veja os resumos de ambos a seguir.

O livro

“120 dias de Sodoma” é uma das denominações do livro “Escola do Libertinismo”, o qual foi escrito pelo francês Marquês de Sade, em 1785. O enredo narra a história de quatro homens que decidiram experimentar as máximas do prazer sexual.

Eles resolveram, então, se confinar, juntamente a quarenta e seis vítimas e quatro cafetinas. As cafetinas tinham a função de contar suas histórias sexuais para que elas servissem de inspiração aos homens, os quais, motivados pelas aventuras narradas, passaram a torturar e a abusar sexualmente das vítimas. O livro termina com o assassinato das pessoas confinadas.

O filme:

O filme foi inspirado no livro citado anteriormente e, semelhante a ele, narra o sequestro de dezesseis pessoas por quatro homens fascistas, os quais passam a abusar dos jovens sequestrados. O filme tem o intuito de criticar o fascismo, o nazismo, a religião e o sexo libertino.

Peculiar

O que é peculiar?

O português é uma língua derivada do latim que possui diversos dialetos, os quais ultrapassam a quantidade de quinhentos mil. Por serem muitas palavras, é fato que algumas são mais disseminadas que outras, como é o caso da expressão “peculiar”.

O que Significa “Peculiar”
O que Significa “Peculiar”

Significado de “peculiar”

A palavra “peculiar” é normalmente utilizada com o objetivo de indicar algo, certa característica ou mania, por exemplo, que seja próprio de determinada pessoa. Essa palavra pode também expressar excentricidade ou ainda ter um teor pejorativo e ser utilizada para designar algo estranho.

Origem de peculiar

A palavra “peculiar” deriva do latim – como quase todos os dialetos da língua portuguesa –, especificamente da palavra peculiaris, a qual exprime a tipicidade de algo.

Além da palavra peculiar, surgiram outros termos do latim, como a palavra “detrimento“, “caput“, “logradouro“, entre diversas outras palavras.

Originalmente, a expressão era empregada com o intuito de referir-se a propriedades privadas ou a rebanhos; entretanto, caiu em desuso utilizar “peculiar” para tais designações.

Sinônimos de peculiar

Os principais sinônimos dessa palavra são:

  • Extraordinário;
  • Inconfundível;
  • Característico;
  • Excepcional;
  • Excêntrico;
  • Pertinente;
  • Particular;
  • Diferente;
  • Genuíno;
  • Singular;
  • Especial;
  • Original;
  • Próprio;
  • Inédito;
  • Único;
  • Curial;
  • Ímpar.

Antônimos de peculiar

Os principais antônimos dessa expressão são:

  • Costumeiro;
  • Corriqueiro;
  • Genérico;
  • Corrente;
  • Habitual;
  • Regular;
  • Comum;
  • Normal;
  • Difuso;
  • Trivial;
  • Típico;
  • Banal;
  • Usual;
  • Geral.

Peculiar – um adjetivo

O termo “peculiar” é um adjetivo primitivo restritivo que, tal como quaisquer adjetivos, pode sofrer variações de grau, de gênero e de número.

Adjetivos são palavras que caracterizam o substantivo, seja de forma pejorativa ou apreciativa; por caracterizarem o nome, esses termos devem concordar com o substantivo em todas as flexões.

  • Flexão de grau: indica a intensidade do adjetivo, utilizando expressões como “muito” e “pouco”;
  • Flexão de gênero: promove a concordância entre os gêneros do adjetivo e do substantivo; se o nome for masculino, por exemplo, o adjetivo deve ser masculinizado;
  • Flexão de número: promove a concordância entre os números do nome e do adjetivo; se o substantivo estiver no plural, por exemplo, o adjetivo deve ser pluralizado.

Exemplos de frases com o termo peculiar

Como detalhado, esse termo pode ser utilizado em distintas situações. Veja, a seguir, alguns exemplos de como aplicar essa expressão no cotidiano.

  • “Rafael tem peculiares hábitos, como o de sempre ler o livro no qual foi inspirado determinado filme antes de assisti-lo de fato”;
  • “Carla tem a peculiar mania de sempre comer a sobremesa antes do prato principal”;
  • “André é sempre muito peculiar quando se encontra em locais desconhecidos, evitando quaisquer contatos visuais”.

O orfanato da Srta. Peregrine para crianças peculiares

A palavra peculiar tornou-se mais popular, principalmente no Brasil, após ser utilizada no nome do filme “O orfanato da Srta. Peregrina para crianças peculiares”, o qual foi dirigido pelo cineasta norte-americano Tim Burton.

O filme baseia-se em um livro de mesmo nome e narra a história do Jacob, um adolescente que viajou até o País de Gales, seguindo pistas deixadas por seu avô, que morreu de forma misteriosa.

Durante o desenvolvimento do enredo, Jacob descobre: que as crianças peculiares, que ele pensava serem invenções de seu avô, realmente existem; que ele também é peculiar; como e por quem seu avô foi assassinado. O filme, tal como o livro, terá continuações.